7 fatos sobre a Reposição Hormonal Feminina

Atualizado: há 17 horas

A menopausa chega para todas as mulheres e é uma fase natural da vida, quando o corpo para de produzir os hormônios estrogênio e progesterona. Porém, ela ainda é vista de maneira negativa porque chega acompanhada de sintomas desagradáveis.


Para aliviá-los, existe um tratamento chamado Terapia de Reposição Hormonal Feminina que pode ser feito com o acompanhamento de um médico endocrinologista. Confira 7 fatos sobre a reposição hormonal feminina.

1 – Segundo o Comitê de Nomenclaturas da Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia, a menopausa é a fase em que a mulher passa do estágio reprodutivo para o não reprodutivo. Os sintomas que identificam esse período começam a acontecer entre 45 e 55 anos.

2 – Os sintomas podem variar de mulher para mulher, mas os principais dao a parada das menstruações, ondas de calor e suores noturnos, insônia, diminuição no desejo sexual, irritabilidade, depressão, osteoporose, ressecamento vaginal, dor durante o ato sexual e diminuição da atenção e memória. A diminuição na produção hormonal também aumenta as chances do aparecimento de doenças cardiovasculares e da osteoporose.

3 – O tratamento existe com a finalidade de aliviar os sintomas e não de cessar o processo da menopausa e, normalmente, é realizado com dosagens relativamente baixas de estrogênios, por via oral ou transdérmica (adesivos sobre a pele ou gel).


4 – Para aliviar os sintomas locais de ressecamento e desconforto ao manter relações sexuais, podem ser utilizados também estrogênios por via vaginal.

5 – As doenças cardiovasculares e a osteoporose também podem ser prevenidas com o tratamento, já que ele melhora a quantidade do cálcio no esqueleto, age beneficamente nos níveis do colesterol bom (HDL) e diminui a possibilidade de doença coronariana.

6 – Para as pacientes que removeram o útero, não há necessidade da reposição da progesterona. Já as que não fizeram esse procedimento devem receber, além do estrogênio, a progesterona ou um progestágeno sintético.


7 – Não existe uma duração padrão para o tempo de tratamento da terapia hormonal. Cada caso deve ser avaliado com seu médico.

19 visualizações

Siga nas redes sociais :

  • Instagram Dra Fernanda Braga

© 2018 Drª Fernanda Braga. Criado por Plena Estratégias Criativas